Carregando conteúdos...Depende da sua ligação!

PROGRAMAÇÃO

05-11-2021

ALDARA BIZARRO

SOMOS NÓS | Estreia

Dança

5 de novembro, sexta-feira, 21:30
Grande Auditório

Entrada: livre à lotação da sala, sendo necessário o levantamento prévio de bilhete que terá lugar marcado
M/6 anos
Duração: 50 minutos

Projeto de experimentação e criação artística na área de dança em cruzamento com vídeo em contexto escolar para alunos do 10º ano

Sinopse
Somos Nós, é uma ação de criação artística de Aldara Bizarro que se insere no projeto Há Cultura | Cultura para Todos, promovido pelo Município de Vila Nova de Famalicão e cofinanciado pelo Norte 2020, através do Fundo Social Europeu (FSE).
Somos Nós, é um projeto que se desenvolve com alunos do Agrupamento de Escolas D. Sancho I e com um grupo de profissionais de dança contemporânea, de vídeo e de música, que tem como objetivo apresentar a diversidade cultural que existe na escola, no sentido de alargar o conhecimento e de poder fruir da riqueza do que cada um traz de diferente.
A partir da prática e da transformação de danças tradicionais e da aplicação de ferramentas e técnicas utilizadas na criação de dança contemporânea, desenvolve-se um espetáculo em cocriação com os alunos, em que estes são simultaneamente bailarinos e criadores, que procura promover a harmonia e encantamento pela diversidade cultural.

Ficha Artística
Direção Artística e Coreografia | Aldara Bizarro
Dança | Filipe Moreira e Sofia Portugal
Vídeo | João Pinto
Música | Pedro Salvador

Biografia | Aldara Bizarro
Nasceu em Moçambique, em Maputo, em 1965. Estudou dança em Luanda, Lisboa, Nova Iorque e Berlim. Gosta de evidenciar os períodos em que estudou no Merce Cunningham Studio e no Movement Research (NYC), no Tanzfabrik (B), como sendo das fases mais ricas da sua formação. Como intérprete trabalhou com Paula Massano, Rui Horta, Paulo Ribeiro, Francisco Camacho e Madalena Victorino. Começou a coreografar em 1990 com a peça Me Myself and Influências, premiada no IV Workshop Coreográfico da Companhia de Dança de Lisboa. Faz parte do grupo da Nova Dança Portuguesa representado na Europália 91 e desde então, assina as suas peças, que têm sido apresentadas nas principais salas do País destacando nas suas obras a trilogia Love Series, Uma Bailarina, Projeto Respira, A Nova Bailarina, distinguida pelo jornal Publico como uma das melhores peças de 2011, e o Baile. Como formadora trabalhou com o Forum Dança, Escola Superior de Dança, Centro Cultural de Belém, Fundação Calouste Gulbenkian, Centro Cultural Vila Flor, Artemrede e outros espaços culturais. Foi diretora artística de Jangada de Pedra, estrutura de dança financiada pela DGArtes, durante 16 anos e foi nesse contexto que dirigiu e realizou, no LUX, em Lisboa, o Festival W.A.Y. Atualmente desenvolve projetos para jovens e para a comunidade, cruzando a dança com outras artes, com enfoque na componente artística, social e pedagógica.

“Somos Nós” it’s a project that is developed with the school community and a group of contemporary dance professionals

handmade by brainhouse